sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Jovens não baixem os braços

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, reconheceu esta sexta-feira estar muito preocupado com o desemprego entre os jovens, mas exortou os mais novos a não "baixarem os braços" perante as dificuldades.

Comentário : E quem é que aguenta com os braços sempre no ar...

"Preocupa-me, como é óbvio, muito", afirmou, quando questionado se está preocupado com o desemprego entre os jovens.

Comentário : Não é desemprego é ...destrabalho...

Contudo, acrescentou, "os jovens têm de acreditar nas suas capacidades" e "não podem desistir, nem baixar os braços perante a dificuldade de encontrar o primeiro emprego".

Comentário : Os jovens de hoje são iguais aos jovens de ontem...as famílias e as escolas é que não...as escolas não criam dificuldades, mas os patrões de hoje são iguais aos de ontem...
Mais uma vez a palavra errada, não é emprego é trabalho...trabalho arranjar trabalho...

"É um tempo difícil para encontrar o primeiro emprego, mas eles não podem deixar de se bater, nada de desânimos", enfatizou Cavaco Silva, que falava aos jornalistas na Quinta do Conde, no
concelho de Sesimbra, à margem de uma visita à associação ANIME, que promove actividades de carácter lúdico, desportivo e cultural, com destaque para o projecto PIPA (Projecto Inclusão pela Arte).

Comentário : ...trabalho...trabalho...vamos lá educar...
Palavras como desânimo, enfatizar, lúdico, os jovens não entendem. Usar por favor as expreções de calão ou gíria, tal como nas escolas, se é que pretende ser entendido...
O nome PIPA não é mau, mas também ficava giro BARRIL, OUVERDOSE ou CHARRO...

O PIPA é especialmente dirigido à população jovem local e tem como principal objectivo "a criação de uma identidade intercultural, a integração social e o desenvolvimento de valores de solidariedade, nomeadamente através dos projectos "Companhia das Artes", "Aprende e Faz" e "Diálogos pela Arte".

Comentário : Esses valores deveriam ser dados pela família e depois nas escolas.
Estes projectos culturais deveriam ser estímulos á espontaneidade, criativiade, imaginação, auto-critica, enfim exercícios de inteligência.

No sábado, o último dia da segunda jornada do Roteiro para a Juventude arranca em Carnaxide, no concelho de Oeiras, onde o chefe de Estado vai visitar a oficina dos "Artesãos de Guitarras", onde trabalham o Mestre Gilberto Grácio e dois jovens de 32 e 28 anos, numa empresa criada há cerca de sete anos.

Comentário : Lá está, uma empresa onde se trabalha, não estão empregados, trabalham...

Antes do almoço, a última etapa da segunda jornada do Roteiro para a Juventude, levará a comitiva presidencial ao "Lugar Comum", um centro de experimentação artística do Clube Português de Artes e Ideias, instalado na Fábrica da Pólvora, em Barcarena, no concelho de Oeiras.

Comentário : Quem sabe o próximo Roteiro para a juventude seja em torno de Centros de Formação Profissional mostrando á juventude exemplos concretos de integração de jovens no mundo do trabalho...

1 comentário:

claudia disse...

lá está- é trabalho,não emprego....trabalho...TRABALHO não emprego!